MELHORE A COMUNICAÇÃO/IMAGEM DA SUA EMPRESA

SEM DESCULPA E SEM QUALQUER CUSTO

O QUE PODEMOS DESENVOLVER?

LOGOTIPO E IDENTIDADE CORPORATIVA

Criação gráfica de logótipo. Ou concepção de novo, ou modernização do já existente. Desenvolvimento de todos os suportes gráficos, como material estacionário, sinalética, decoração de viatura, entre outros.

WEBSITES INSTITUCIONAIS E LOJAS ONLINE

Desenvolvimento de websites, para maior e melhor presença online. Reestruturação e renovação de websites existentes. Lojas online com formação de atualização de produtos.

VIDEO PUBLICITÁRIO E INSTITUCIONAL

Desenvolvimento de videos publicitários, promovendo campanhas de produtos e serviços. Criação de videos promocionais da empresa. Criação do guião e desenvolvimento da ideia.

CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS

Campanhas de activação da marca, ganhos de notoriedade, venda de produtos ou serviços ou desenvolvimento e promoção de uma atividade.

DESIGN GRÁFICO

Desenvolvimento gráfico de catálogos, publicações, cartazes, decoração de viaturas, merchandising, material promocional, sinaletica, etc

MARKETING DIGITAL

Criação e gestão de redes sociais, conteúdos e plano de marketing e comunicação. Desenvolvimento de campanhas de leads, AIDA, SEM, SEO e Email Marketing.

OBJETIVOS POR ÁREA DE INTERVENÇÃO

ECONOMIA DIGITAL

Reforçar o posicionamento e notoriedade das empresas à escala global no universo web (ferramentas e plataformas digitais; modelos de negócios adequados à economia digital; presença no universo web – site, loja virtual, blog, redes sociais). Pretende-se que as empresas:

Adeqúem os seus modelos de negócios, com vista à inserção da PME na economia digital;

Marquem a sua presença no universo web (site, loja virtual, blog, redes sociais);

Desenvolvam ferramentas e plataformas digitais;

Introduzam sistemas de informação aplicados a novos métodos de gestão, distribuição e logística;

Conheçam as crescentes ameaças digitais à segurança das empresas e que adotem comportamentos e práticas adequadas à minimização dos riscos;

Adquiram conhecimentos sobre a mudança de paradigma em curso, introduzida pela evolução da digitalização, interconetividade e novas tecnologias de produção e os impactos que irão ocorrer ao nível da estrutura organizacional, nas metodologias de trabalho e na cultura empresarial.

O QUE É?

COMÉRCIO E SERVIÇOS

Projecto Dinamizar incide sobre os factores imateriais de competitividade das empresas, tendo como ponto de partida o reconhecimento de que as principais debilidades de que enferma o tecido das micro e pequenas empresas do comércio e serviços estão relacionadas com a qualificação dos seus activos e com aspectos organizacionais das mesmas.

Neste seguimento, o projecto destina-se a actuar ao nível de:

  1. desempenho individual dos recursos humanos (dos empresários e do conjunto de colaboradores das empresas);
  2. organização interna da empresa e do seu desempenho colectivo;
  3. definição do(s) conceito(s) que estrutura(m) a imagem e os produtos que a empresa fornece;
  4. comunicação externa da empresa junto dos seus possíveis clientes e do uso das TIC;
INDÚSTRIA E PRODUÇÃO

O projeto MOVE PME é um programa de formação-Acão que visa o melhoramento, a competitividade e a presença digital das empresas no mercado. Serve também para potenciar a performance dos colaboradores da empresa.

  1. Intensificar a formação de empresários e gestores para a reorganização e melhoria das capacidades de gestão;
  2. Proporciona formação aos trabalhadores devidamente enquadrada na estratégia e necessidades da empresa.

MAIS VALIAS DO PROJETO

Disponibilização de consultores especialistas
Realização de um Diagnóstico completo à empresa
Definição do Plano de ação
Implementação e Acompanhamento do Plano de ação
Resolução de problemas concretos das empresas
Formação de trabalhadores
Avaliação de Resultados
Sem custos para a empresa

DESTINATÁRIOS

COMÉRCIO E SERVIÇOS

Constituem-se como público-alvo do Dinamizar as micro, pequenas e médias empresas até 100 trabalhadores, com actividade nos sectores do comércio e serviços. Poderão ainda candidatar-se empresas cujo CAE não seja do comércio ou dos serviços, mas desde que tenham actividade no comércio e/ou serviços e cujas acções a desenvolver incidam sobre essas mesmas actividades.

INDÚSTRIA E PRODUÇÃO

Micro, Pequenas e Médias Empresas Portuguesas (de acordo com a Recomendação nº 2003/361/CE da Comissão Europeia, de 6 maio), com menos de 250 trabalhadores;

Empresários / Gestores e trabalhadores das PME.

CRITÉRIOS DE ELEGIBILIDADE

Estar localizada na região Norte, nomeadamente nos distritos de Braga, Porto, Vila Real e Viana do Castelo.

Ter atuação setorial de acordo com as CAE elegíveis

Cumprir as condições necessárias para o exercício da atividade (licenciamento)

Ter a situação tributária e contributiva regularizada perante, respetivamente, a administração fiscal e a segurança social;

Dispor de contabilidade organizada

Apresentar situação líquida positiva* com referência ao ano pré-projeto

Ter disponibilidade de dotação em “de minimis”

Não ser uma empresa em dificuldade

Não ser uma empresa sujeita a uma injunção de recuperação, ainda pendente

Não ter salários em atraso

Ser considerada Micro, Pequena ou Média Empresa – demonstrado através da Certificação PME (www.iapmei.pt)

Não deter nem ter detido capital numa percentagem superior a 50%, por si ou pelo seu cônjuge, não separado de pessoas e bens, ou pelos seus ascendentes e descendentes até ao 1º grau, bem como por aquele que consigo viva em condições análogas à dos cônjuges, em empresa que não tenha cumprido notificação para devolução de apoios no âmbito de uma operação apoiada por fundos europeus

Para as PME que se constituem como Empresários em Nome Individual (com registo de NIF individual), no cumprimento da legislação aplicável em matéria de contabilidade simplificada, estabelece-se para aferição da capacidade de financiamento da operação o cumprimento da seguinte condição: o somatório de 15% das vendas de produtos e 75% das prestações de serviços seja igual ou superior ao valor do investimento total que cabe à PME no projeto

Para as PME que se constituíram como Empresários em Nome Individual (com registo de NIF Individual) há menos de um ano, por referência à data de adesão ao projeto, não reunindo desta forma os requisitos para aferição dos capitais próprios, é estabelecido para aferição da capacidade de financiamento da operação a seguinte condição: o volume de negócios (vendas e prestação de serviços) expectável a realizar no ano (recolhido na declaração de início de atividade) seja igual ou superior a 20% da despesa elegível da sua participação no projeto.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

Acordo de pré-adesão (até aprovação da candidatura) ou de adesão (após aprovação da candidatura) preenchido;

Declarações de ausência de dívidas ao Estado e Segurança Social, válidas à data de início do projeto;

IES do último ano (com Situação Líquida positiva);

Declaração IRS do último ano (tem de incluir Anexo B) – Empresários Nome Individual;

Declaração Mensal de Remunerações (DRM) do mês anterior à assinatura do acordo de adesão onde estejam identificados os formandos que participarão no projeto, emitida da Segurança Social Direta;

Certificação PME atualizada (obtida em www.iapmei.pt);

Comprovativo do licenciamento da atividade;

Declaração de cumprimentos dos requisitos;

Declaração empresa autónoma ou única;

Declaração de licenciamento;

Certidão permanente (atualizada);

Comprovativo de plafond minimis disponível – consulta à AD&C (Agência para o Desenvolvimento e Coesão – minimis@adcoesao.pt; telefone 218 814 000)

Registo no Balcão 2020 (www.portugal2020.pt).